O Universo é o conjunto de todos os astros existentes: planetas, estrelas, galáxias, nebulosas e restantes corpos conhecidos.

Figura 1 - Imagem nocturna do céu, onde é possível identificar a orientação da Via Láctea.
Figura 1 - Imagem nocturna do céu, onde é possível identificar a orientação da Via Láctea.

 

Tudo o que se vê no céu está a uma grande distância da Terra. Até mesmo a luz emitida por estrelas demora muito tempo a chegar até aos nosso olhos (apesar da velocidade da luz ser grande). Por isso, quando olhamos para uma estrela não estamos a ver como ela é, mas sim como foi há algum tempo atrás. Quando maior for a distância a que essa estrela se encontra, mais longe no passado estamos a ver.

Exemplo: Se uma estrela estiver a 100 anos luz da Terra, sempre que olharmos para ela estamos a vê-la como era há 100 anos (a luz que chega agora saiu dessa estrela há 100 anos).

Constituição do Universo

Os dados atuais levam à conclusão de que o Universo é constituído por cerca de 5% de átomos (a matéria "normal"), 27% de matéria escura (apenas detetável pelo seu efeito gravitacional) e 68% de energia escura (Figura 2).

Figura 2 - Constituição do Universo [dados da missão Planck, da ESA, adaptada].
Figura 2 - Constituição do Universo [dados da missão Planck, da ESA, adaptada].

 

Matéria escura

A matéria escura começou a ser falada desde os anos 30 do séc. XX.

Este tipo de matéria, ainda não observável, deverá existir porque há evidências da sua interação gravítica com a matéria (dita normal, os átomos), ou seja, parece estar presente no Universo mas não é 'visível'.

As velocidades observadas na rotação de galáxias não são coincidentes com os cálculos para essas velocidades, previstas a partir da massa observável de cada galáxia. Parece 'faltar' massa que provoque essa velocidade, matéria que não é visível... a matéria escura!

Energia escura

É a esta energia que é atribuída a aceleração da expansão do Universo, funcionando como uma espécie de efeito anti-gravidade (contrariando o efeito de contração do efeito gravítico).

A história do Universo em 13 momentos [© Público]
O Nosso Universo - Episódio 8: Cosmologia [© Sociedade Portuguesa de Astronomia]
Tiago Barreiro - Descodificar a expansão do Universo [© Ciência com Impacto]
Could we create dark matter? [© TEDEd]
O Universo tem fim? [© Explica-me como se tivesse 5 anos - com Pedro Abreu]
The Map of the Universe 

 

Bibliografia:
C. Herdeiro, "Um prémio Nobel para a Universalidade da Física", Gazeta de Física, Vol. 42, N.º 4/5, Sociedade Portuguesa de Física, Lisboa.