Sempre que existe uma interação entre dois sistemas existe um conjunto de duas forças.

É este lei que explica, por exemplo, como é que um carro anda num sentido quando o pneu roda no sentido oposto.

3ª Lei de Newton

Quando um corpo A exerce sobre um corpo B uma determinada força, o corpo B exerce também uma força sobre A, com a mesma linha da ação, mas de sentido contrário:

$$\vec{F}_{AB}=-\vec{F}_{BA}$$

em que:
\(\vec{F}_{AB}\) - força que o corpo A exerce no corpo B
\(\vec{F}_{BA}\) - força que o corpo B exerce no corpo A

Estas forças estão aplicadas em corpos diferentes: constituem um par ação-reação.

Quando a roda de um carro gira, obrigando o pneu a girar num determinado sentido, o pneu empurra o chão num sentido, e o carro é empurrado no sentido oposto. A força que o pneu faz no chão (aplicada no chão) e a força que o chão faz no pneu, e por consequência no carro, (aplicada no carro) são um par de forças ação-reação.

Par ação-reação

As características de um par ação-reação são:

As duas forças têm a mesma linha de ação (estão as duas sob a mesma linha imaginária).

Têm a mesma intensidade (se forem representadas num esquema, o tamanho dos dois vetores será o mesmo).

Os sentidos das duas forças são opostos (podes ser forças atrativas, como as gravíticas, ou repulsivas, como as elétricas entre duas cargas iguais, mas sempre com sentidos opostos).

As duas forças estão aplicadas em corpos diferentes (duas forças que tenham a mesma intensidade e estejam aplicadas no mesmo corpo NÃO são um par ação-reação).

Nenhum das forças de um par ação-reação existe isoladamente.

Na Figura 1 estão identificadas duas forças, a força do gás, devido à saída do gás do balão, e o par correspondente força impulsionadora, que provocará (através do contacto das rodas com o chão) o movimento do carrinho no sentido contrário à saída do gás.

 

Figura 1 - Par ação-reação num carrinho movido a gás de um balão.
Figura 1 - Par ação-reação num carrinho movido a gás de um balão.

 

Newton