Lançamento horizontal

Um corpo é considerado projétil quando tem velocidade inicial em pelo menos uma direção.

No lançamento horizontal o corpo apresenta uma velocidade inicial segundo a direção horizontal (normalmente considerado o eixo do XX).

Para pequenas distâncias, utiliza-se a aproximação de que no corpo apenas está aplicada a força gravítica (desprezando a resistência do ar, a variação de g em função da distância ao centro da Terra, e a curvatura do planeta).

No lançamento horizontal existem duas componentes: vertical e horizontal:

Vertical - MRUA - a única força aplicada é o peso do corpo.

Horizontal - MRU - não há forças aplicadas.

Equações paramétricas

Para descrever o movimento do corpo, utilizam-se as equações paramétricas, que descrevem os movimentos horizontal e vertical separadamente:

$$x=x_{0}+v_{0x}t$$

$$y=y_{0}+v_{0y}t+\frac{1}{2}gt^2$$

em que:

\(x\) - posição segundo o eixo dos XX no instante \(t\)

\(x_{0x}\) - posição inicial segundo o eixo dos XX

\(v_{0}\) - velocidade inicial

\(y\) - altura no instante \(t\)

\(y_{0y}\) - posição inicial segundo o eixo dos XX

\(g\) - valor da aceleração gravítica

TOP



hit
  counter
visitas | Estatísticas | Miguel Neta 2017