Teoria ácido-base de Lewis

Ao contrário da teoria protónica (de Brönsted e Lowry), esta teoria, elaborada por Lewis em 1932, considera as substâncias como ácidos e bases segundo a contribuição de pares eletrões numa partilha dos mesmos.

Teoria ácido-base de Lewis

Ácido (eletrófilo) – Espécie química deficitária em eletrões que aceita pelo menos um par de electrões.

Base (nucleófilo) – Espécie química com um par de eletrões não partilhado que contribui com esse par para uma ligação covalente dativa.

Um exemplo de uma reação ácido-base segundo Lewis é

$$\text{BCl}_{3}\text{ (aq)}+\text{NH}_{3}\text{ (aq)}\rightarrow\text{NH}_{3}\text{BCl}_{3}\text{ (aq)}$$

em que \(\text{BCl}_{3}\) se comporta como um ácido de Lewis e \(\text{NH}_{3}\) como uma base de Lewis.

O produto de uma reação ácido-base segundo Lewis é chamado aduto.

A teoria ácido-base de Brönsted e Lowry está incluída na teoria de Lewis, ou seja, todas os ácidos e bases segundo a teoria de Brönsted e Lowry também o são segundo a teoria ácido-base de Lewis.

Teoria protónica (de Brönsted e Lowry)

Lewis

Bibliografia:
D. Reger, S. Goode, E. Mercer, Química: Princípios e Aplicações, 2ª edição, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, 2010.

TOP



hit
  counter
visitas | Estatísticas | Miguel Neta 2017